Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Notícias

Governo de Goiás monta "drive-thru" de vacinação contra a gripe

imagem sem descrição.

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza iniciou mais cedo este ano, dia 23 de março. O período foi antecipado pelo Ministério da Saúde, de abril para março, com intuito de proteger a população, em especial os grupos prioritários, contra os vírus mais comuns da gripe.  

Devido a circulação do novo coronavírus no país, cada estado e município tem buscado estratégias para diminuir a concentração de pessoas. Esta vacina não tem eficácia contra o coronavírus, porém, neste momento, irá auxiliar os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para coronavírus, já que os sintomas são parecidos. E, ainda, ajuda a reduzir a procura por serviços de saúde. 

Nesta terça-feira (24) o Governo de Goiás, em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde, adotou o serviço de drive-thru no pátio do Detran, em Goiânia, para imunizar idosos e profissionais da saúde. A medida tem como intuito manter o distanciamento físico recomendado por autoridades de saúde como forma de evitar o contágio do novo coronavírus.

A partir de amanhã (25/3), a ação de imunização nos veículos deve ocorrer nos shoppings Passeio das Águas e Flamboyant, coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Por recomendação do MS, a vacinação será realizada em fases, cada uma relativa a grupos prioritários diferentes. Só em Goiás, integram esses grupos prioritários mais de 2,1 milhões de pessoas. Em todo o Estado serão instalados 907 postos fixos para a realização da vacinação. Cerca de 1,8 mil profissionais vão atuar na campanha.  A meta é vacinar pelo menos 90% desse contingente, o equivalente a mais de 1,8 milhão de pessoas. 

A vacina, composta por vírus inativado, protege contra os três vírus que mais circularam no hemisfério sul no ano passado: Influenza A (H1N1), Influenza B e Influenza A (H3N2).
 

CALENDÁRIO: 

A primeira fase da vacinação, destinada aos idosos e profissionais da saúde, iniciou dia 23 de março e irá até dia 15 de abril. A segunda fase, iniciará dia 16 de abril e é direcionada aos professores de escolas públicas e privadas, aos profissionais das forças de segurança e salvamento e às pessoas que vivem com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.  

O Dia D da campanha, no qual podem ser vacinados os integrantes de todos os grupos, ocorrerá no dia 9 de maio. Nessa data, os postos de vacinação de todo o Estado funcionarão das 8 horas às 17 horas.

Na terceira e última etapa da campanha, prevista para ocorrer a partir de 9 de maio, serão vacinadas crianças de 6 meses a 5 anos de idade, gestantes, puérperas (mulheres de até 45 dias após o parto), adultos de 55 a 59 anos de idade, povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medida socioeducativa, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

 
COMPROVAÇÃO:
Além da identidade (RG) e cartão de vacinação, os integrantes dos grupos prioritários devem apresentar outros documentos. As puérperas devem apresentar atestado que comprove a sua condição, como a certidão de nascimento do filho ou o cartão de gestante. Já os professores, trabalhadores da saúde e profissionais das forças de segurança e salvamento, devem apresentar documento pessoal e documento que comprove vínculo ou categoria profissional, como o contracheque ou o crachá. Para as pessoas que vivem com doenças crônicas, é necessário apresentar uma prescrição médica.
 

 

Assessoria de Comunicação da Prevcom-BrC
(com informações do MS/SES/SECOM)

Foto: Reprodução/Ronaldo Caiado/@ronaldocaiado

registrado em:
Fim do conteúdo da página